Criado em 1991 pelo esforço conjunto da Vale, Aposvale e Sindicatos de empregados como forma de garantir que os aposentados da companhia e seus familiares continuassem a desfrutar de um atendimento de alto nível na área da saúde, o PASA superou as melhores expectativas e se tornou uma iniciativa de sucesso no segmento de autogestão. Apenas cinco anos após sua fundação, o PASA teve o reconhecimento de sua atuação eficiente quando passou a fazer a gestão da Assistência Médica Supletiva (AMS), benefício de saúde concedido aos empregados ativos das empresas do grupo Vale que atualmente conta com 200 mil vidas.

A operadora PASA tem hoje cerca de 49 mil vidas, entre titulares, dependentes e agregados, em seus nove planos médicos e dois planos odontológicos. Com sede no Rio de Janeiro, o PASA conta ainda com uma estrutura de 15 escritórios administrativos distribuídos por nove estados brasileiros.

Para cuidar com o máximo de carinho de nossos usuários e beneficiários, o PASA dispõe — além da rede com mais de cinco mil credenciados — de quatro clínicas próprias que promovem um atendimento exclusivo e personalizado, situadas em Vitória (ES), Itabira (MG), Brumadinho (MG) e São Luís (MA). As Clínicas PASA contam com profissionais de saúde em diversas especialidades, disponíveis para atendimento presencial e online.

Para os próximos 20 anos, a meta é seguir o planejamento estratégico que vem permitindo aos associados e usuários o acesso às mais modernas inovações da medicina, ao menor custo possível, de modo que o PASA continue a cumprir com êxito a missão que lhe foi dada por seus visionários fundadores.

 

Missão:
Oferecer o melhor cuidado com o máximo de carinho

Visão:
Ser reconhecida pelos aposentados e empregados da Vale como garantia de acesso à saúde por toda vida.

Valores:

• Respeito à vida
• Confiança
• Carinho
• Compreensão
• Orgulho de ser PASA
• Valorizar quem faz a PASA 

 

Presidentes do PASA:

1991 - 1993 | Luiz Carlos de Lemos Andrea
1993 - 1995 | Maria Helena Tauhata
1995 - 1996 | Paulo Cesar Ferrer Jóca
1997 - 2000 | Edécio Ribeiro Brasil
2000 - 2001 | Paulo Cesar Ferrer Jóca
2001 - 2006 | Luiz Eduardo Lopes Gonçalves
            2006 | Clever Pires Bretas
2006 - 2011 | Edécio Ribeiro Brasil
            2011 | Maria Elisabete Silveira Teixeira
2011 - 2013 | Paulo Cesar Ferrer Jóca
2013 - atual | Ricardo Gruba


Dados e Indicadores do Setor | Informações ANS

Fonte: www.ans.gov.br

PASA - Plano de Assistência à Saúde do Aposentado da Vale
Registro ANS: 33198-8 | CNPJ: 39.419.809/0001-98
Operadora de médio-porte
Total de usuários: 57.095 (competência: mar/2021)

 

Qualificação das Operadoras de Saúde 2020 | Ano-base: 2019

PASA | Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS): 0,9237
Média das operadoras de médio porte: 0,7254

Faixa 1: (entre 0,80 e 1) - 247 operadoras
Faixa 2: (entre 0,60 e 0,79) - 379 operadoras
Faixa 3: (entre 0,40 e 0,59) - 174 operadoras
Faixa 4: (0,20 a 0,39) - 88 operadoras
Faixa 5: (entre 0 e 0,19) - 57 operadoras

O IDSS é calculado a partir de indicadores definidos pela ANS e avalia o desempenho das operadoras em quatro dimensões, com o peso variável para cada uma: 30% para IDQS, IDGA e IDSM; 10% para IDGR.


Avaliação da ANS sobre o PASA em cada dimensão do IDSS:

Qualidade em atenção à saúde (IDQS): 1,0000 | Média do mercado entre operadoras de médio porte: 0,6904
Garantia de acesso (IDGA): 0,8524 | Média do mercado entre operadoras de médio porte: 0,5043
Sustentabilidade no mercado (IDSM): 0,9212 | Média do mercado entre operadoras de médio porte: 0,8415
Gestão de processos e regulação (IDGR): 0,9166 | Média do mercado entre operadoras de médio porte: 0,8503
 


Pesquisa Anual de Satisfação

O PASA realizou, no período de dezembro de 2020 a fevereiro de 2021, a Pesquisa Anual de Satisfação com Beneficiários. Os participantes responderam a perguntas sobre atenção à saúde, canais de atendimento e satisfação geral sobre a operadora. Essa pesquisa é um dos critérios da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e possui uma metodologia em que os resultados obtidos no questionário sejam comparáveis e possam compor o Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), além de servir de base para a agência conhecer os fatores relacionados à satisfação dos beneficiários.

A pesquisa foi realizada por telefone pelo Instituto IBRC (Ibero-Brasileiro de Relacionamento com o Cliente) e auditada pela empresa FJB Gestão Estratégica e Auditoria.

Clique aqui e acesse os resultados da Pesquisa de Satisfação

Clique aqui e acesse o relatório com o parecer de Auditoria
 

 


Qualificação das Operadoras de Saúde 2019 | Ano-base: 2018

PASA | Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS): 0,8388
Média das operadoras de médio porte: 0,6830

Faixa 1: (entre 0,80 e 1) - 157 operadoras
Faixa 2: (entre 0,60 e 0,79) - 413 operadoras
Faixa 3: (entre 0,40 e 0,59) - 204 operadoras
Faixa 4: (0,20 a 0,39) - 121 operadoras
Faixa 5: (entre 0 e 0,19) - 106 operadoras

O IDSS é calculado a partir de indicadores definidos pela ANS e avalia o desempenho das operadoras em quatro dimensões, com o mesmo peso para cada uma (25%).


Avaliação da ANS sobre o PASA em cada dimensão do IDSS:

Qualidade em atenção à saúde (IDQS): 1,0000 | Média do mercado entre operadoras de médio porte: 0,6251
Garantia de acesso (IDGA): 0,5358 | Média do mercado entre operadoras de médio porte: 0,4585
Sustentabilidade no mercado (IDSM): 1,0000 | Média do mercado entre operadoras de médio porte: 0,8275
Gestão de processos e regulação (IDGR): 0,7813 | Média do mercado entre operadoras de médio porte: 0,8391

 

Para mais informações, acesse a página do Programa de Qualificação de Operadoras, no site da ANS.
 

 

 

 


VOLTAR

Pasa nas redes:

  • Linkedin
  • Instagram
  • Youtube